Se Llama Copla – 2009/2010 – Gala 4 – 10.10.2009

Convidada: Nuria FERGÓ. Cantora e actriz andaluza de Nerja (província de Málaga), foi lançada no mundo do espectáculo por uma das edições da “Operação Triunfo”. Leve, conciliadora, inconsistente, adepta manifesta de soluções fáceis e insusceptíveis de gerarem controvérsias.

No momento em que pontuou Alejandra com um 9, hesitámos em deduzir se seria decisão pessoal ou obediência a instruções superiores. Quando mais tarde deu um 10 manifestamente excessivo, compreendemos que o 9 traiu reacção atávica à excelente prestação da candidata. A nossa convicção foi reforçada após ouvirmos cantar Nuria FERGÓ e constatarmos a plasticidade artificial da sua interpretação, cuja qualidade inferior não permite sequer comparação com a de Alejandra RODRIGUEZ.

Pepe GOMEZ continua desatento, distante e inconsequente na motivação das suas decisões de pontuação. Teve um momento inteligente e brilhante, ao invectivar Laura LARREA a respeito dos efeitos perversos das falsas controvérsias entre candidatos que Eva GONZALEZ (ou a realização?) não resiste a tentar explorar.

Maria JIMÉNEZ continuou reservada e comedida, e parece que a reserva e a contenção prejudicam a sua capacidade critica. Limitou-se a proferir banalidades sobre as prestações dos candidatos.

Hilário esteve muito bem, e suprir com competência e sentido de oportunidade a falta de intervenção dos seus colegas.

Pive continuou a fruir da tranquilidade responsável da função que se cometeu, e a sua decisão de salvar Selene MOLINA foi perfeitamente judiciosa.

O Reverendo Padre Medina continuou discreto, ainda que desnecessariamente presente.

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Destacaram-se nesta Gala nr. 4 :

Mayka GARCIA, que cantou Trece de Mayo com grande aprumo, intensidade e sentido estético.

Mercedes RIOS
defendeu muito bem “Rondalla de celos “, copla difícil, com letra elaboradíssima, exigindo as capacidades interpretativas de que Mercedes deu provas. Luziu vestido original e elegantíssimo de Pedro VALVERDE.

Laura LARREA continua muitíssimo bem, a sua interpretação de “Capote de grana y oro“, se bem que não inovando, foi tecnicamente irrepreensível. Vestido espectacular de Cañavate.

Maria de Jesus DURÁN passou com boa nota a sua primeira prova cantando uma “Soleá” contida mas muito correcta. Gostámos da voz, da prudência, da originalidade.

Carolina BARROSO – a deliciosa “Carrerilla“, elegantemente vestida por François DI GUARDIA – não resistiu à fatidica copla “Ay Maricruz” (e não foi a primeira!), o que trouxe a jiennense Sandra ARCO a Se Llama Copla e afastou uma das pessoas mais simpáticas que até agora passaram pelo palco do concurso. Desejamos a Carolina as maiores felicidades e sucessos, e uma longa estadia à nova concorrente.

Não podemos também deixar de dar nota a Abraham – bastante negativa – pela infeliz intervenção encomiástica claramente destinada a “passar lustro”  – impróprio e imerecido – a Maria JIMENEZ. Abraham cantou muito bem, e a operação de marketing em que se lançou, além de desnecessária (quem sabe mesmo se contraproducente?), foi auto-ofensa à sua própria dignidade.

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Sempre no nosso modesto entender, as melhores presenças da noite foram

Selene MOLINA, a quem Piveconfiou a imensa responsabilidade de interpretar “El Zorongo“, sendo impossível dissociar a sua prestação da sua idade. Pive arriscou, e consideramos que Selene correspondeu muito para além do que seria exigível de uma jovem com 16 anos. Estamos certos que GARCIA LORCA – onde quer que esteja – se extasiou ouvindo-a.

© CanalSur

Alejandra RODRIGUEZ (magistralmente vestida por Aurora GAVIÑO), cada vez mais segura e intensa, deu-nos uma versão preciosa de La niña de Punta Umbría. Bafejada por um dom natural que lhe permite a imersão completa nas peças que canta, Alejandra revela-se a grande descoberta desta edição de Se Llama Copla. Esteve particularmente bem na prudência que aplicou evitando envolver-se em controvérsias estéreis sobre a sua decisão de salvamento da semana passada, mantendo-a e justificando-a sem hesitar.

© CanalSur

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

As belissimas coreografias a que pudémos assistir nesta Gala merecem relevo especial, e daqui saúdamos a coreógrafa Marietta CALDERÓN e os três bailarinos.

Gostariamos também de realçar que, por feliz coincidência, o conjunto das peças de costura produzidas pelos estilistas que colaboram com Se Llama Copla formou desta vez um belissimo quadro, cuja harmonia geral e excelência estética ficarão nos anais do concurso.

2M

Anuncios

Publicado el 12 octubre, 2009 en Uncategorized y etiquetado en , , , , , , , , , , , , , , . Guarda el enlace permanente. Deja un comentario.

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s

A %d blogueros les gusta esto: