Archivo del sitio

Se Llama Copla 5 – Gala 15 – 07.01.2012

Maria CARMONA – “La remanguillé, de León, Clavero, Quiroga e Vargas. Vestida por Rocío Peralta.

© CanalSur

Coro – “Salero de España, de Quintero, León e Quiroga

© CanalSur

Macarena SOTO – “Ay Torre, Torremolinos, de León e Solano.  Vestido de Marí Reyes

© CanalSur

Jonathan SANTIAGO – “Zorongo gitano, tema popular adaptada por García Lorca e musicado por Balaguer.

© CanalSur

Ana Maria MORALES – “Cinco farolas, de Ochaita, Valerio e Solano. Belissímo vestido de Nelson y Carreras.

© CanalSur

Álvaro DÍAZ – “Cada cual por su camino, de Román e Naranjo

© CanalSur

Inés ROBLES – “Los aceituneros, de Monreal, Triano e Callejón. Luziu o mais belo vestido da noite, da autoria de Sonia y Isabelle.

© CanalSur

Cintia MERINO – “Castillitos en el aire, de Quintero, León e Quiroga. Vestida por Magdalena Jimenez.

© CanalSur

Raquel ZAPICO – “Manolita la primera, de Quintero, León e Quiroga. Vestido de Rocío Peralta.

© CanalSur

Coro – “Me voy o no me voy, de Rigel, Arozamena e Lopez.

© CanalSur

Juan Francisco CURADO – “Luna de España, de Llovet e Moraleda

© CanalSur

Selina DEL RÍO – “Sombra de mi sombra, de León e Solano. Belissimo vestido de Sonia Peña.

© CanalSur

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Desafio:

Selina DEL RÍO, que uma vez mais o público relegou para o último lugar, optou por uma “estratégia” de limitação do risco que correria se enfrentasse Cintia MERINO, batendo-se sem valor nem glória… com Maria CARMONA!

Partilhamos o desconforto de Pive AMADOR e o protesto de Hilário LOPEZ MILLÁN, que sublinhou o desiquilíbrio manifesto entre as desafiantes. O silêncio ensurdecedor do público presente no estudio também deixou bem claro o caracter patético do final desta Gala , em que se viu a veterana dos palcos completamente descontrolada, ser confortada pela principiante que acabara de expulsar do concurso. Patético, simplesmente patético!

© CanalSur

Maria esteve magistral, não só na interpretação, mas sobretudo na dignidade com que enfrentou a situação. OLE POR MARIA CARMONA!

Anuncios

Se Llama Copla 4 – Gala 09 – 27.11.2010

Gala de altissimo nivel, em que à escolha criteriosa das peças musicais se adicionaram execuções notáveis e excelentes criações dos mestres de moda andaluza que colaboram com o programa.

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Anaraida SÁNCHEZ teve a sua noite de glória, e esteve perfeita cantando “Me valga la Magdalena” (León, Molina Moles e Quiroga). Luziu belíssimo vestido de Manolo GIRALDO.

© CanalSur

Verónica ROJAS superou-se cantando uma das mais belas obras do acervo da copla – “Habla con los ojos” (Montoro e Solano). Olé por Veronica! Magistralmente vestida por MISSURA COSTURA.

© CanalSur

Inma GARCÍA II interpretou “La Ruiseñora” (Quintero, León e Quiroga) com o rigôr e grande sentido dramático que lhe são próprios. Foi penalizada pelo júri, que nos parece continuar a aplicar-lhe critérios de exigência algo superiores aos que aplica a outros candidatos. Elegantemente vestida por Manuela BERRO.

© CanalSur

Remedios CASTRO fez um notável esforço para chegar ao publico, investindo-se em “La flor del temperamento” (Quintero, León e Quiroga) de forma que nos agradou sobremaneira. Admiravelmente vestida por Pitusa GASUL.

© CanalSur

Álvaro VIZCAÍNO esteve excelente cantando “Los niños de la Gabriela” (Quintero, León e Quiroga). Foi pontuado com severidade despropositada.

© CanalSur

Isabel GENIZ cantou “Con el catapum” (Ulesia e Guerrero). A respeito de Isabel, partilhamos a opinião de Hilário LÓPEZ – “Arte, total“, e parafraseamos Pive AMADOR: “Lo que Isabel tiene ni se compra ni se vende ni se estudia ni se aprende“. Vestida por Pilar VERA.

© CanalSur

Patricia DEL RÍO: força, convicção, sentido dramático. Cantou bem “Castillitos en el aire” (Quintero, León e Quiroga). Vestida por Maria Jose MORENO.

© CanalSur

Juanma JEREZ surpreendeu pela intensidade com que cantou “Solo vivo pa´quererte” (Quintero, León e Quiroga). Teve uma bela actuaçao, que contudo não entendemos melhor que a de Alvaro VIZCAÍNO.

© CanalSur

Rocío NAVARRO – “Silencio por un torero” (Quintero, León e Quiroga). Vestida por Amparo MACIÁ.

© CanalSur

Fran DOBLAS – “Alondra del cielo” (Murillo e Segovia).

© CanalSur

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Desafio final:

Rocío NAVARRO e Mila BALSERA cantaram muito bem “La Lírio” (Ochaíta, Léon e Quiroga).

O júri cedeu à maior experiência interpretativa e convencionalidade de Mila BALSERA, fazendo abstração das potencialidades de Rocío NAVARRO, que ficam assim por demonstrar. Damos as boas vindas a Mila, mas lamentamos que Rocío não tenha tido a oportunidade de, a partir da sua condição de principiante, alcançar níveis que só a formação e a prática intensiva podem proporcionar.

© CanalSur

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Quanto ao júri:

Pive AMADOR: Sem reparos, e com louvor ao seu pronunciamento em favor de Rocío NAVARRO.

Marta QUINTERO: Perfeita – técnica e humanamente. Olé por Marta e pela pontuaçao que deu a Veronica!

Manuel LOMBO: Pedagógico, objectivo, sempre pertinente. Daqui o saudamos pelo seu 31° aniversario!

Hilário LOPEZ MILÁN: esteve atento e globalmente bem. Inexplicável a penalizaçao que infligiu a Veronica ROJAS.

Se Llama Copla – 2010 – 9° Desafio – 5.06.2010

Antonio CORTÉS – “Carcelero, carcelero“, de Quintero, León e Quiroga

Excepcional homenagem à universalidade da musica, por um dos mais espantosos virtuosos do Cante jondo e do Canto que a Arte conheceu. Grande, grande e fabuloso Antonio Cortés!

© CanalSur

Antonia GÓMEZ – “Mañana sale, de Quintero, León e Quiroga. Vestida por ATHENEA.

© CanalSur

María LOZANO – Tientos del remordimiento, de Ochaíta, Valerio e Solano. Vestida por ATHENEA.

© CanalSur

Alejandra RODRÍGUEZ – Tientos del cariño, de Quintero, León e Gordillo. Vestida por Pitusa GASUL.

© CanalSur

Laura GALLEGO – “Romance de otra, de Quintero, León e Quiroga. Vestida por Amparo MACIÁ.

© CanalSur

Inma GARCÍA – “Castillitos en el aire, de Quintero, León e Quiroga. Vestida por Sara DE BENITEZ.

© CanalSur

Erika LEIVA – Sólo vivo pá quererte, de Quintero, León e Quiroga. Vestida por Marco ZAPATA.

© CanalSur

Sandra ARCO – “Como dos barquitos”, Quintero, León e Quiroga. Vestida por Manuela GONZÁLEZ.

© CanalSur

Rosa MARÍN– “Triana, Triana”, de Mostazo, Molleda, Padilla e Del Castillo. Vestida por Marco ZAPATA.

© CanalSur

Miguel Angel PALMA – “Me valga la Magdalena“, de León, Molina Molles e Quiroga.

© CanalSur

Paco QUINTANA – “Me embrujaste” , de Quintero, León e Quiroga.

© CanalSur

Abraham RUIZ – “Adiós a España”, de Perelló e Montorio

© CanalSur

Desafio final:

Erika LEIVA – La Lirio, de León, Ochaíta e Quiroga.

Laura GALLEGO – “La Zarzamora, de Quintero, León e Quiroga.

4M

Se Llama Copla – 2009/2010 – Gala 18 – 16.01.2010

Convidado: Carlos VARGAS, sevilhano. Excelente voz, cantou uns Tientos del reloj cheios de relevo e de sensibilidade.

Alejandra abriu a gala cantando “Canción del fuego fatuo”, honrando Manuel de Falla e demonstrando que poderia sem qualquer dificuldade fazer parte do elenco de “El Amor Brujo”.

© CanalSur

As melhores presenças da noite:

Sandra Arco cantou”En el último minuto” com a contenção e a doçura certamente imaginadas por Rafael de León. Cada vez tem maior controlo sobre a voz, e o desempenho cénico foi dos mais belos a que até hoje assistimos no programa. Vestida com subtil elegância por Miguel REYES.

© CanalSur

Laura bordou “Puertecita de mi casa”, interpretando esta bela copla por bulerías com a segurança, a força e a estética copleira que a caracterizam.

© CanalSur

Verónica Carmona construiu “Castillitos en el aire” integrando-se de forma magnífica na temática da copla que lhe coube defender. Excelente interprete, sólida, beneficia do recuo que a idade lhe proporciona. Luziu vestido exuberante de Amparo MACIA.

© CanalSur

Juan Carlos defendeu com brio pouco usual “Que guapa eres”, sugerindo ser este o estilo de copla em que tem mais possibilidades de brilhar.

© CanalSur

Enfin, Karen PÉREZ CARMONA, que nos deu uma adorável interpretação de “Señora vecina“, não pontuada pelo júri para  evitar ferir as susceptibilidades dos candidatos mais inseguros!

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Tiveram actuações de destaque nesta Gala 17:

Nazaret COMPAZ estreou-se com “La rosa de Capuchinos”. A sua grande experiência prévia à entrada no programa ficou evidenciada: Nazaret não é uma principiante, a sua actuação assumiu qualidade e impacto de predestinada a disputar a finalíssima. Belíssima voz, bela presença em palco.

© CanalSur

Mercedes RÍOS
, que cantou “Almudena” com o seu habitual rigor e elegância. Hilário definiu-a com pertinência como “animal de cenário”. Concordamos plenamente com a definição. Belíssimo – e “salerosissimo”! – vestido de Angeles VERANO.

© CanalSur

Álvaro LÓPEZ estreou “Mi pena” em “Se llama Copla”, também copla por bulerías, cuja letra magnífica foi escrita por Antonio García Padilla, pai de Carmen Sevilla, aparentemente em homenagem a Miguel de Molina. Esteve muito bem, mas a dificuldade que tem em sensibilizar os telespectadores levou-o ao desafio final, de que Juan Carlos oportunamente o extraiu.

© CanalSur

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Despediu-se Mari Angeles FERNANDEZ, com muito pouca elegância, talvez fruto da falta de maturidade. Mas não podemos deixar de comparar a sua atitude com o extraordinário fair play de Selene MOLINA, que caiu em pé, com dignidade impressionante, frente a uma barreira de profissionalismo virtualmente intransponível.

Daqui saudamos Raquel PEÑA, pela sua excelente voz e persistência.

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Sobre o júri:

Pepe GOMEZ: foi directo e acertadíssimo quando opinou sobre as controvérsias que grassam entre os candidatos.

Maria JIMÉNEZ: foi pertinente e pontuou bem. Apreciamos sobremaneira o 10 com que reconheceu o mérito da interpretação de Sandra, e o oportuno e excelente àparte que teve ao pontuar Laura. OLE MARIA!

Hilário LOPEZ: contido nas pontuações, esperamos que mantenha a coerência e desempenhe a importante missão de árbitro esclarecido para a qual é reconhecidamente competente.

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Pive AMADOR mais uma vez se viu obrigado a exercer as suas competências pedagógicas em benefício do programa. Sem qualquer preocupação de correcção politica, definiu e explanou frontalmente a diferença entre companheirismo e compadrio. Manter Verónica CARMONA no concurso foi decisão não só justíssima, que saudamos efusivamente, mas também em estrita coerência com a orientação de fundo imprimida por Pive AMADOR a Se Llama Copla.

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

2M

A %d blogueros les gusta esto: