Archivo del sitio

Se Llama Copla 5 – Gala 08 – 05.11.2011

Selina DEL RÍO – “Poema de mi soledad, de León e Solano. Vestida por Sonia Peña.

© CanalSur

Mari Carmen MOLINA – “Manolito Clavel, de Quintero, León e Quiroga. Vestida por Aurora Gaviño.

© CanalSur

Cristina SERRANO – “Al pie de la cruz de mayo, de Guerrero e Castellano. Luziu elegantissímo vestido de Nelson y Carreras.

© CanalSur

Macarena SOTO – “Mi Rita bonita, de Olivareros e Solano. Vestida por Aurora Gaviño.

© CanalSur

Jonathan SANTIAGO – “Romance de Juan de Osuna, de Quintero, León e Quiroga

© CanalSur

Álvaro DÍAZ – “El maletilla, de Ochaíta, Valerio e Solano

© CanalSur

Cintia MERINO – “Tanto tienes, tanto vales“, de Quintero, León e Quiroga. Vestida por Amparo Macía.

© CanalSur

Ana Pilar CORRAL – “La luna y el toro, de Cintas e Castellano. Elegantemente vestida por Luchi Cabrera.

© CanalSur

Juan Francisco CURADO – “Carceleras del Puerto, de De la Oliva e Mostazo

© CanalSur

Rocío PELÁEZ – “Bajo un limón limonero, de León, Molina Moles e Quiroga. Vistoso vestido de Sonia y Isabelle.

© CanalSur

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Desafio pela imunidade:

Cristina SERRANO vs Jonathan SANTIAGO – “La Parrala, de Quintero, León e Quiroga:

© CanalSur

Como era previsível, Jonathan venceu o desafio. A prestaçao de Cristina SERRANO foi excelente!

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Desafio final:

Rocío PELÁEZ vs Juan Antonio GONZÁLEZ – “Limosna de amores, de Quintero, León e Quiroga

© CanalSur

O jurí decidiu manter Rocío no concurso.

Anuncios

Se Llama Copla 4 – Gala 23 – 05.03.2011

Parece-nos demonstrado que a abertura da votação fora das galas tem efeitos perversos e gravosos, uma vez que o seu peso na nota final de cada concorrente em cada gala nem sequer é moderado por uma ponderação judiciosa.

Atribuir 50% a uma votação telefónica que dura no mínimo uma semana (no caso desta gala… 15 dias!) totalmente dissociada das performances dos candidatos, falseia a verdade objectiva e é quase injurioso para o Júri, pois devemos ter em conta que o publico tem pouca memória, vota principalmente por impulso fora do tempo real, e que o peso das votações em tempo real na percentagem total é pouco mais que insignificante.

Compreendemos que as necessidades de financiamento da produção de um concurso tão importante como “Se Llama Copla” (sobretudo em tempo de dramáticas restrições orçamentais publicas) obriguem os responsáveis pela gestão de meios a recorrerem a todos os métodos de optimização das receitas. Mas também entendemos que o magnifico trabalho dos candidatos e do Júri não deve ser ofuscado nem minimizado, para bem da Copla, para bem da Andaluzia.

Dixit…

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

No nosso modesto entender, Patricia DEL RÍO foi a grande – e dupla – vencedora da noite. Cantou Me da miedo de la luna, de León y Quiroga, aliando perfeição técnica à transmissão impressionante do sentido profundo de uma copla que era difícil por ser de algum modo elíptica, mas também quase desconhecida. Vestido – belíssimo – de MAREV.


© CanalSur

Álvaro VIZCAÍNO engrandeceu-se interpretando A tu vera, de León y Solano. Pareceu-nos algo prejudicado na pontuação pela sua vincada originalidade, pelo selo inconfundível com que marca as suas actuações.


© CanalSur

Isabel GENIZ – “Como bandás de palomas, de Cintas y Castellanos. A postura distintíssima de Isabel – que se manifesta de forma recorrente nos seus propósitos e na sua forma de estar – associada à sua espantosa resiliência, fazem dela a maior descoberta desta edição. Luziu belo vestido de Cristo BAÑEZ.


© CanalSur

Anaraida SÁNCHEZ cantou La soberana, de Quintero, León y Quiroga, proporcionando alguns dos mais fascinantes minutos de toda a gala. Luziu o mais belo vestido da noite, criação de Ana TORRES.


© CanalSur

As excepcionais capacidades interpretativas de Verónica ROJAS aproveitaram ao belíssimo Poema de mi soledad, de León y Solano. Elegantemente vestida por Pablo LANZAROTE. Proporcionou pedagógica intervenção de Pive AMADOR re


© CanalSur

Mila BALSERA – “Cariño ciego, de Quintero, León y Quiroga. Vestida por Manuela GONZÁLEZ.


© CanalSur

Fran DOBLAS – “Te quiero y quiero, de Ochaíta y Solano


© CanalSur

Apesar das qualidades que evidencia, Álvaro HERNÁNDEZ não conseguiu alcançar a intensidade e quejío de Gloria ROMERO interpretando El día que nací yo, de Quintero, Guillén y Mostazo.


© CanalSur

A Juanma JEREZ coube cantar Niña Caracola, de Román, Quesada, Cervero y Carbó. O percurso de Juanma no mundo da musica será sólido, longo e cheio de sucessos.


© CanalSur

Juan SERRANO – “El maletilla, de Ochaita, Valerio y Solano


© CanalSur

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*Desafio de altíssimo nível, em que se defrontaram Patricia DEL RÍO e Juanma JEREZ cantandoTriniá“. Venceu Patricia, não só pela interpretação exímia mas também pela especial credibilidade que lhe imprimiu. Olé por Patricia!


© CanalSur

Desafio final:


© CanalSur

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*
: Pertinente, sem pruridos de correcção politica, radicalmente empenhado em garantir o mais alto nível artístico ao concurso.

Quanto ao júri:

Pive AMADOR

Manuel LOMBO : Pedagógico, objectivo, correctíssimo.

Marta QUINTERO
: Sensível, perspicaz, justa e encorajadora.

Hilario LÓPEZ MILÁN
: Alma da copla, veia poética, pertinência na avaliação.

 

Se Llama Copla – 2009/2010 – Gala 19 – 23.01.2010

Gala especial de repesca, que produziu o 11° e último candidato à fase final.

Tivemos o prazer de rever Selene MOLINA, Mª Jesús DURÁN, Carolina BARROSO, Inma PANIAGUA, Mª Ángeles FERNÁNDEZ, Miriam JAÉN, Maika GARCÍA e Abraham RUIZ.

© CanalSur

As melhores presenças da noite:

Selene MOLINA deixou-nos com duas actuações de qualidade e arte inexcedíveis: A tu vera e “Tengo miedo“. Duende, quejio, serenidade (já lhe chamámos “selenidade“…), e uma dignidade imensa, um fairplay impressionantes numa jovem de 16 anos.

© CanalSur

Se de alguma forma o destino de Selene não foi aquele em que este blog teria votado, também o facto de Selene regressar à sua rotina de estudante de arte nos satisfaz plenamente, pois sentimos que será fundamental para que tenha um grande destino na cena musical europeia. OLÉ E ATÉ SEMPRE, CHIQUILLA!

 

Abraham RUIZ cantou “El Maletilla” e teve, no nosso modesto entender, a melhor noite de todas em que participou em Se Llama Copla. Impressionou pelo trabalho meticuloso de afinação e expressão vocal que o caracterizam, premiado merecidamente com o acesso à fase final do programa.

© CanalSur

Foi particularmente agradável rever e ouvir Maria Jesus DURÁN bordando com arte e suma elegância “Clavá en mi amargura“. Artista nata, Maria Jesus foi uma das presenças que emprestou à gala uma enorme mais valia. Luziu um vestido de Pepa CASTRO, um dos mais belos da gala.

© CanalSur

Miriam JAEN deu-nos uma das melhores versões de “La Paula” que já ouvimos em Se Llama Copla. Melhorou nitidamente a prestação cénica, e em termos de interpretação e de voz também são evidentes os enormes progressos que fez.

© CanalSur

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Tiveram actuações de destaque nesta Gala 19:

Inmaculada PANIAGUA esteve muito bem cantando “Cuchillito de agonia“. Vestido de Amparo MACIA, belíssimo e digno da sua requintada elegância.

© CanalSur

Carolina BARROSO deliciou-nos com “Échale la red“. Notou-se o esforço enorme – e altamente meritório – que fez nos meses de ausência para tentar ultrapassar as dificuldades que o jurí lhe apontava. Esteve muitíssimo bem!



© CanalSur

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Sobre o júri:

Pepe GOMEZ: esteve humano (tanto quanto esta gala exigia), sem nunca deixar de ser analítico e objectivo.

Maria JIMÉNEZ: pareceu-nos ausente, algo desinteressada. Pontuou bem.

Hilário LOPEZ: esteve bem, ainda que por vezes indeciso entre a arte e a tecnica.

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Partilhamos integralmente a decisão de Pive AMADOR, claramente assumida, coerente com a atitude na polémica sobre a arte e o esforço, que há uns meses teve com Maria JIMENEZ.

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

2M

A %d blogueros les gusta esto: