Archivo del sitio

Se Llama Copla 5 – Gala 15 – 07.01.2012

Maria CARMONA – “La remanguillé, de León, Clavero, Quiroga e Vargas. Vestida por Rocío Peralta.

© CanalSur

Coro – “Salero de España, de Quintero, León e Quiroga

© CanalSur

Macarena SOTO – “Ay Torre, Torremolinos, de León e Solano.  Vestido de Marí Reyes

© CanalSur

Jonathan SANTIAGO – “Zorongo gitano, tema popular adaptada por García Lorca e musicado por Balaguer.

© CanalSur

Ana Maria MORALES – “Cinco farolas, de Ochaita, Valerio e Solano. Belissímo vestido de Nelson y Carreras.

© CanalSur

Álvaro DÍAZ – “Cada cual por su camino, de Román e Naranjo

© CanalSur

Inés ROBLES – “Los aceituneros, de Monreal, Triano e Callejón. Luziu o mais belo vestido da noite, da autoria de Sonia y Isabelle.

© CanalSur

Cintia MERINO – “Castillitos en el aire, de Quintero, León e Quiroga. Vestida por Magdalena Jimenez.

© CanalSur

Raquel ZAPICO – “Manolita la primera, de Quintero, León e Quiroga. Vestido de Rocío Peralta.

© CanalSur

Coro – “Me voy o no me voy, de Rigel, Arozamena e Lopez.

© CanalSur

Juan Francisco CURADO – “Luna de España, de Llovet e Moraleda

© CanalSur

Selina DEL RÍO – “Sombra de mi sombra, de León e Solano. Belissimo vestido de Sonia Peña.

© CanalSur

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Desafio:

Selina DEL RÍO, que uma vez mais o público relegou para o último lugar, optou por uma “estratégia” de limitação do risco que correria se enfrentasse Cintia MERINO, batendo-se sem valor nem glória… com Maria CARMONA!

Partilhamos o desconforto de Pive AMADOR e o protesto de Hilário LOPEZ MILLÁN, que sublinhou o desiquilíbrio manifesto entre as desafiantes. O silêncio ensurdecedor do público presente no estudio também deixou bem claro o caracter patético do final desta Gala , em que se viu a veterana dos palcos completamente descontrolada, ser confortada pela principiante que acabara de expulsar do concurso. Patético, simplesmente patético!

© CanalSur

Maria esteve magistral, não só na interpretação, mas sobretudo na dignidade com que enfrentou a situação. OLE POR MARIA CARMONA!

Anuncios

Se Llama Copla – 2009/2010 – Gala 1 – 19.09.2009

Noticias desagradáveis: a estremenha Nayara MADERA foi acometida de doença súbita do foro oftalmológico durante a passada semana, e encontra-se sob vigilância médica no Hospital de Badajoz.

A direcção de Se Llama Copla decidiu reportar para o sábado da próxima semana o fecho da votação telefónica que nomeará a décima candidata. Louva-se a decisão, por sábia e humana. E sublinha-se a boa vontade com que Rocio MOLINA e Miriam JAEN – as duas concorrentes de Nayara – a acolheram.

Daqui nos associamos a todos os que desejam a Nayara MADERA um rápido restabelecimento!

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Noite intensa e complexa.

Convidado: Diego BENJUMEA, excelente representante da mais recente geração de cantaores, pessoa de bom senso, capacidade de análise critica, coerente nos seus propósitos e motivações.

Foram patentes a compreensível inexperiência dos candidatos e o desajuste funcional ainda bem perceptível dos dois novos membros do Júri.

Maria JIMÉNEZ uma vez mais nos pareceu insegura, tentando disfarçar com despropósitos brejeiros a dificuldade que tem em avaliar objectivamente as prestações dos candidatos (v. comentários à actuação de Álvaro LOPEZ).

Pepe GOMEZ esteve muito melhor, ainda que com algumas inconsistências. Viu-se correcto e muito interessado, estamos certos de que em breve alcançará o nível elevado que o concurso requer.

Hilário e Pive foram (uma vez mais…) garantes da coerência e da diversidade artísticas, e, em particular, não podemos deixar de saudar Pive com grande veemência pela acertada e oportuna decisão que tomou em relação a Carolina BARROSO, cujo estilo, empenho, e alegria contagiante são componentes de grande valor acrescentado para o concurso. Por alguma razão é a primeira candidata que se vê atribuir um apodo carinhoso (e pertinente!) pelo grupo – “La Carrerilla“.

Notámos também o desaparecimento das manifestações efusivas dos candidatos, que nas passadas edições nos habituámos a ver cada vez que regressam aos lugares a seguir à votação do Júri. Sugerimos a quem nos mencionou esse facto que talvez possa dever-se ao pouco tempo que ainda conviveram, mas confessamos que nos parece poder existir uma “contenção” obrigada. Se tal é o caso, mal, muito mal. Tudo quanto ofenda a espontaneidade dos candidatos prejudica o concurso.

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Sempre no nosso sempre modesto entender, destacaram-se nesta Gala nr. 1 – pela positiva ou pela negativa – os candidatos seguintes:

Mercedes RIOS – sobre quem na semana passada dissemos recair “uma responsabilidade muitíssimo superior à normal“, não foi capaz de dominar-se nem musicalmente nem comportamentalmente. Cantou menos bem “Luna de España“, e tentou justificar-se repudiando a copla que lhe coubera, irracional e injustamente. Magoou Pive AMADOR – que nela investira um dos seus jokers na final do casting! – e, estranhamente, não fez desertar os votantes (que nestas coisas votam mais com o coração do que com a razão – e ainda bem!).

O vestido de CAÑAVATE com que Mercedes passeou a sua interpretação era magnífico, sumamente elegante na sua simplicidade quase austera.

Maika GARCIA estreou “Como Bandá de Palomas“, que não impressionou, talvez por se tratar de copla pouco divulgada.

A cordovenha Laura Maria LARREA (muito bem vestida por Pilar VERA) passeou “Mi Córdoba Soberana“, com beleza e aprumo. Revela-se uma das candidatas com maior potencial, e a votação consolidada do Júri e dos Telespectadores colocou-a em primeiro lugar.

© CanalSur

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Alejandra RODRIGUEZ (“Puerto Camaronero“) e Selene MOLINA (“A tu vera“) foram para nós as melhores presenças da noite.

A copla que Alejandra executou com mestria era musicalmente dificílima e complexa – quase barroca!

© CanalSur

A versão de “A tu vera” com que Selene nos extasiou deverá incluir-se no rol das mais belas, mais intensas, mais originais.

© CanalSur

OLÉ Y OLÉ A AMBAS!

2M

A %d blogueros les gusta esto: