Archivo del sitio

Se Llama Copla 4 – Gala 21 – 19.02.2011

Por razões de ausência não podemos proceder à actualização do blog, e recorremos aos sempre excelentes videos do canal Youtube ForoNETEP – Nunca el Tiempo es Perdido.

Isabel GENIZ – “Como dos barquitos de Quintero, León e Quiroga. Vestida por Manuela BERRO.

© CanalSur

Anaraida Sánchez – “Si no fueras tú de Villafranca e Segovia. Vestida por Aurora GAVIÑO.

© CanalSur

Verónica ROJAS – “Tientos del remordimiento de Ochaita, Valerio e Solano. Magistralmente vestida por CAÑAVATE.

© CanalSur

Patricia DEL RÍO – “La salinera de García Padilla e Mostazo. Vestida por Pilar VERA.


© CanalSur

Mila BALSERA – “Esclava de tu amor de León e Solano. Vestida por MARICRUZ.

© CanalSur

Álvaro VIZCAÍNO – “María la portuguesa de C. Cano

© CanalSur

Juanma JEREZ – “Maldito sea el querer de Quintero, León e Quiroga

© CanalSur


Fran DOBLAS – “Ahora me ha tocao a mí de León e Solano

© CanalSur

Juan SERRANO – “La saeta de A. Machado, J.M. Serrat

© CanalSur

Álvaro HERNÁNDEZ – “Capote de grana e oro de Quintero, León e Quiroga

© CanalSur

Reto Isabel GENIZ vs Jessica RIZZO:

© CanalSur

Se Llama Copla 4 – Gala 19 – 05.02.2011

Anaraida SÁNCHEZ continua a fazer prova dos seus excepcionais dotes vocais e cénicos, roçando a perfeição. Interpretou “Como a nadie te he querío“,  de Montoro e Solano, dando-nos alguns dos mais belos e intensos momentos de Se llama Copla. Vestida com elegancia e sobriedade por SEVILLANIA.


© CanalSur

Álvaro VIZCAÍNO interpretou “Quién tiene la culpa?” de Saavedra e Marta, magistralmente e com a clarissíma originalidade que é seu selo pessoal. Mereceu sem qualquer dúvida a nota máxima, devendo notar-se que foi um dos concorrentes condenado a marchas forçadas para a atingir.


© CanalSur

A actuação de Patricia DEL RÍO agradou-nos sobremaneira, e custa-nos compreender por que razão não sensibilizou o publico. Cantou “Los churumbeles” de Gardey, Naranjo e Currito. Vestida por Rocío PERALTA.


© CanalSur

Verónica ROJAS brilhou interpretando Al pie de la cruz de mayo de Guerrero e Castellano. Vestida por Manuela BERRO.


© CanalSur

Mila BALSERA – “Cárcel de oro” de Quintero, León e Quiroga. Vestida por MARICRUZ.


© CanalSur

Isabel GENIZ – “Me ha dicho la luna” de R. del Estad, J. Bola e D. Carrasco. Vestida por MISSURA.


© CanalSur

Fran DOBLAS – “La rosa de Capuchinos” de Quintero, León e Quiroga.


© CanalSur

Juan Jesús SERRANO – “Pena mora” de Quintero, León e Quiroga


© CanalSur

Juanma JEREZ – “Mi Salamanca” de Salazar, Gómez e Pitto


© CanalSur

Álvaro HERNÁNDEZ – “Qué sabe nadie” de M. Alejandro, A. Magdalena


© CanalSur

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Desafio final:

Defrontaram-se  Mila BALSERA e Inma GARCÍA II cantando “Limosna de amores“, de Quintero, León e Quiroga.


© CanalSur

A clara supremacia de Mila BALSERA foi reconhecida pela quase unanimidade do Júri. Parabens a Mila!

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Quanto ao júri:

Pive AMADOR : sem reparos

Manuel LOMBO : através da nota que atribuiu a Isabel GENIZ, deixou patentes as deficiências do sistema de votação, que não permite modulação fina das apreciações de cada membro do Júri.

Marta QUINTERO: sem reparos

Hilario LÓPEZ MILÁN : brilhante nas suas incursões pela arte poética e louvável pelo optimismo que tenta transmitir aos candidatos.

Se Llama Copla 4 – Gala 18 – 29.01.2011

Gala magistralmente aberta por Maria Jose AGUILAR interpretando “En el ultimo minuto“. Proporcionou momentos artisticamente sublimes, transmitiu com grande dignidade emoção e sentimento.

© CanalSur

*-*-*-*-*-*-*-*

Patricia DEL RÍOEn las cruces de mi rejade Quintero e Mostazo. Vestido de Manuela GONZÁLEZ.

 
© CanalSur

Remedios CASTROTengo un te quiero de A. Cintas. Passeou com grande elegância o mais belo vestido da gala, criação de Manuela BERRO.
 

 
© CanalSur

 

Verónica ROJASEl emigrantede Valderrama, Pitto e Serrapi. Belo vestido de Amparo MACIÁ.

 
© CanalSur

 

Anaraida SÁNCHEZSe nos rompió el amor de M. Alejandro, A. Magdalena. Elegante vestido de Aurora GAVIÑO.
 

 
© CanalSur

 

Isabel GENIZAl alimónde León e Solano. Luziu belissímo vestido de Cristo BÁÑEZ.

  

 
© CanalSur

 

Álvaro VIZCAÍNOLa Sebastianade Quintero, León e Quiroga
 

 
© CanalSur

 

Mila BALSERALa sombra vendode Llabrés, Molés e Gordillo. Vestido de Luchi CABRERA.

  


© CanalSur

Álvaro HERNÁNDEZLa luna y el torode Cintas e Castellano


© CanalSur

Juanma JEREZEl macetero de Castillejo, Del Cid e Legaza


© CanalSur

Juan SERRANO La niña de Puerta Oscurade Quintero, León e Quiroga


© CanalSur

DESAFIO

Fran DOBLAS


© CanalSur

Remedios CASTRO


© CanalSur

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Foi com mágoa que assistimos ao abandono de Remedios CASTRO, em quem reconhecemos a profundidade e o relevo dos grandes artistas.

Fran DOBLAS é interprete excelente, com qualidades vocais invulgares. Mas, ao contrário de Remedios, a falta de experiência – principalmente de vida – ainda não lhe permite apropriar-se dos temas que canta.

Auguramos à excelente cordobesa uma carreira plena de êxitos, pois estamos certos de que a sua incursão no mundo da copla não terminou aqui.

Se Llama Copla 4 – Gala 17 – 22.01.2011

Verónica ROJAS proporcionou alguns dos momentos mais altos de todas as edições de Se Llama Copla. A sua interpretação de Tatuaje (Valerio, León e Quiroga) ficará nos anais do concurso. Vestida por Aurora GAVIÑO.


© CanalSur

Anaraida SÁNCHEZ teve também uma grande, grande noite, executando Dime que me quieres (León e Quiroga) com perfeição técnica e sentimento impressionantes. Luziu belo vestido de Matilde CANO.


© CanalSur

Isabel GENIZ cantou bem La luna me engañó (Murillo, Gutiérrez e Fandiño), demonstrando a sua maturidade artística ao recuperar instantaneamente da queda com que iniciou a sua actuação. Belo vestido de Luchi CABRERA.


© CanalSur

Remedios CASTRO – “Campanero jerezano (Tenorio, San Julián, Freire): força, quejío, e virtuosidade coreográfica. Apesar de algumas falhas, foi uma grande interpretação, uma das melhores de Remedios.
Vestida por Pilar VERA.


© CanalSur

Álvaro VIZCAÍNO arriscou com uma copla pouco conhecida – La luz de tus ojos grises (Gallardo e Sánchez Ortega). Executou com o rigor e a perfeição que lhe são próprios.


© CanalSur

Apesar dos meritíssimos esforços que desenvolve, Patricia DEL RÍO continua a ser injustamente ignorada pelo público, por razões certamente ligadas ao sistema de votação. Cantou Bulerías de Antonio Torres de Quintero, León e Quiroga com segurança, rigor técnico, e muita, muita arte. Vestida por Manuela BERRO.


© CanalSur

Juanma JEREZ é outra das vitimas do sistema de votação (linhas abertas em permanência), que dissolve a valoração das actuações em palco confundindo-as com as que são atribuídas durante a semana ao magnetismo pessoal dos candidatos. Cantou muito bem Los cuatro candilesde Quintero e Gordillo.


© CanalSur

Não sendo das mais coloridas interpretações de Compuesta y sin novio (Valverde, León e Quiroga) das que já passaram pelo concurso, a de Mila BALSERA foi bastante convincente, pela desenvoltura e execução coreográfica. Vestida por Manuela GONZALEZ.


© CanalSur

Como sublinhou Hilário LÓPEZ com a sua proverbial pertinência, Juan SERRANO cultiva com mestria um estilo clássico que agrada sobremaneira a uma parte significativa dos telespectadores. Cantou Adiós a España (Perelló e Montorio) com segurança e perfeição técnica, ainda que com algum deficit de sentimento.


© CanalSur

Pelo seu estilo atípico e invulgar, Álvaro HERNÁNDEZ é o outsider desta edição do concurso. Interpretou com mestria Niña Caracola, de Kola e Castellano.


© CanalSur

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Desafio final:

Defrontaram-se Mila BALSERA e Rocío NAVARRO cantando Antonio Vargas Heredia, de Mostazo e De la Oliva.

Duas vozes magnificas, que estranhamente se completam. A decisão do júri – porventura das mais dificeis com que se confrontou – garantiu a presença de Mila em mais uma gala do concurso.


© CanalSur

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Quanto ao júri:

Pive AMADOR veio a terreno defender um príncipio que deveria fazer parte do regulamento do concurso: as valorações devem tendencialmente reflectir os méritos relativos dos candidatos uns em relação aos outros.

Sublinhou também o caracter condicionante das primeiras pontuações da noite, que devem ser ajustadas de forma a não prejudicarem as seguintes.

Manuel LOMBO teve o seu mau momento ao votar a valoração de Anaraida acompanhada de uma declaração injusta, impertinente e irresponsável. Tendo em conta a alta qualidade do trabalho que vem prestando desde a primeira gala, propomos que o incidente se encerre e seja radicalmente esquecido.

Marta QUINTERO: sem reparos.

Hilario LÓPEZ MILÁN
demonstrou a sua sabedoria, ponderação e veia diplomática na forma como contribuiu para diluir o incidente que opôs Manuel LOMBO e Pive AMADOR. Ao atribuir a nota máxima a Anaraida não só foi pertinente e justo, mas também transmitiu à candidata a mensagem de confiança que a sua belíssima prestação merecia.

A %d blogueros les gusta esto: