Archivo del sitio

Se Llama Copla 5 – Gala 04 – 08.10.2011

Juan Antonio GONZÁLEZ – “Patio Banderas, de Currito e Monreal

© CanalSur

Selina DEL RÍO – “Puentecito, de Perelló e Monreal. Vestido de Aurora Gaviño.

© CanalSur

Jonathan SANTIAGO – “Puerto camaronero, de García Padilla e Mostazo

© CanalSur

Álvaro DÍAZ – “La niña de Punta Umbría, de Ochaita, Valerio e Solano

© CanalSur

Mari Carmen MOLINA – “Feriante, de Román e Cepero. Vestido de Pitusa Gasul

© CanalSur

Cintia MERINO – “La salinera, de García Padilla e Mostazo. Vestido de Ana Torres.

© CanalSur

Rocío PELÁEZ – “Calle Elvira, de Montes e Lito. Belo vestido de Sonia  & Isabelle.

© CanalSur

Macarena SOTO – “Corona de perlas, de Pérez Ortiz, Naranjo, Rivas. Belo vestido de José Hidalgo.

© CanalSur

Juan Francisco CURADO – “Falsa monea, de Perelló, Mostazo e Cantabrana

© CanalSur

Ana Pilar CORRAL – “Separaos, de Ignacio Román e R. Jaén. Vestido de Misura.

© CanalSur

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Desafio para a imunidade:

Álvaro DIÁZ vs Jonathan SANTIAGO – “Antonio Vargas Heredia, de Mostazo, Merenciano e Oliva.

© CanalSur

Desafio:

Juan Antonio GONZÁLEZ vs Cristina SERRANO – “La bien pagá, de Perelló e Mostazo.

© CanalSur

O júri decidiu dar acesso ao concurso a Cristina SERRANO, cujo nível artistico é sem dúvida elevado, mas que carece da originalidade interpretativa que é a marca do desafiado.

Saúdamos Juan Antonio GONZÁLEZ, cuja passagem por Se Llama Copla é um magnifico exemplo das fronteiras que a arte não tem.

Anuncios

Se llama Copla 4 – Gala 08 – 20.11.2010

Anaraida SÁNCHEZ, que manifestamente ainda não digeriu a sua [aparente] dificuldade em tocar o grande publico, investiu todas as suas qualidades para nos dar uma brillante interpretação de La virgen de la Macarena (Monterde e Calero). Na nossa modesta opinião, foi a estrela da noite. Luziu belissíma criação de Pitusa GASUL.

© CanalSur

Isabel GENIZ prossegue um percurso baseado em persistente trabalho, bom senso, sentido de responsabilidade, culto da perfeição, desenvoltura… e um grande sentido de humor. Cantou e bailou – muito, muito bem! – Carmen de España (Quintero, León e Quiroga). Vestido de Luchi CABRERA.

  


© CanalSur


Inma GARCÍA II foi vitima de um acidente interpretativo que de algum modo afectou a interessante versão de Vámonos pa Cai (Perelló e Mostazo) que tinha preparado.  Foi pontuada com extremo rigor, felizmente atenuado pela objectividade da pontuação publica. Vestido de Ángeles VERANO.


© CanalSur

Enfrentou a situação com la vena y desparpajo que lhe são próprios:

© CanalSur
Foram as excepcionais qualidades interpretativas de Verónica ROJAS que deram valor a uma copla difícil, desconhecida e barroca  – No se va la paloma (Ochaíta, Valerio e Solano). Vestido (original!) de Mame DE LA VEGA.

© CanalSur


Álvaro VIZCAÍNO interpretou Cariá la sanluqueña (Ochaita, Valerio e Solano) com a originalidade e o nível de perfeição técnica que lhe são próprias. Entendemos a pontuação do júri demasiado penalizante em relação às ligeiríssimas falhas que lhe foram apontadas.

© CanalSur


Remedios CASTRO defendeu muito bem Te he de querer mientras viva (León e Quiroga). Continua a demonstrar alguma insegurança em cena, talvez por ainda não ter encontrado o angulo certo que lhe convém apresentar ao publico. Vestido elegantissímo de Loli VERA.

© CanalSur


Patricia DEL RÍOPuerto camaronero (García Padilla e Mostazo). Vestido de Manuela BERRO.


© CanalSur

Rocío NAVARRO“No me quieras tanto” (Quintero, León e Quiroga). Vestido de Ana MORENO.

© CanalSur


Fran DOBLASSeñorita (León e Solano)

© CanalSur

Juanma JEREZCon divisa verde y oro (Quintero, León e Quiroga)

© CanalSur

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Desafio final:

 Desafio caótico, integralmente cantado sob o signo do descontrole nervoso das adversárias, vitimas da hipotética maldição de “Ay, Maricruz” (Valverde, León e Quiroga).

© CanalSur

Sendo a vitória de Rocío NAVARRO tecnicamente justa, logo indiscutível, a interpretação de Sandra RUIZ pareceu-nos contudo mais bem conseguida de um ponto de vista exclusivamente estético.

 *-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Quanto ao júri:

Pive AMADOR e Manuel LOMBO tiveram intervenções pertinentes, sem reparo.
Marta QINTERO e Hilario LÓPEZ pareceram-nos ausentes, distraídos. Hilário chegou mesmo a emitir asserções algo recursivas, nomeadamente sobre a adaptação de certas coplas ao sexo dos respectivos interpretes.

Se Llama Copla – 2010 – 5° Desafio – 08.05.2010

Selene MOLINA – “Pastora Imperio, de León e Solano. Elegantemente vestida por Ángeles ESPINAR.


© CanalSur

Alejandra RODRÍGUEZ – “Puerto Camaronero, de Garcia Padilla e Mostazo. Vestida por Eva ZEMBRANO.


© CanalSur

Alejandra RODRÍGUEZ – “Ay pena, penita, pena, de León, Quintero e Quiroga.


© CanalSur

Mari Ángeles MARÍN – “La salinera, de Garcia Padilla e Mostazo. Vestida com subtileza e distinção por Marco ZAPATA.


© CanalSur

Sandra ARCO –  “Ten Cuidado, de León e Solano. Vestida por ATHENEA.


© CanalSur

Erika LEIVA – “Mi amigo, de León e Solano. A mais elegante da noite, vestida por Miguel REYES.


© CanalSur

Erika LEIVA – “Limosna de amores, de León, Quintero e Quiroga.


© CanalSur

María LOZANO – “La lumbre de tu cigarro, de Ochaíta, Valerio e Solano. Elegantemente vestida por Melisa LOZANO.


© CanalSur

Juan CALERO – “Y sin embargo te quiero, de León, Quintero e Quiroga.


© CanalSur

Gloria ROMERO – “La rosa del Altozano, de León e Pavón. Vestida por Manuela BERRO


© CanalSur

Rocío GUERRA – “Quién dijo pena, de Román, Jaén e Martinez. Vestida por SEVILLANIA.


© CanalSur

Nicolás GARCÍA – “Tus ojos negros, de León e Quiroga.


© CanalSur

Nicolás GARCÍA – “A tu vera”, de León e Solano.


© CanalSur

Abraham RUIZ – “Dinero y riquezas”, de Gallardo, Ortega e Salazar.


© CanalSur

Mª Luisa ESPAÑA – “Mis tres puñales”, de León e Solano. Vestida por Manuela GONZALEZ.


© CanalSur

Coral 2.a edição – “Suspiros de España”, de J. A. ÁLVAREZ e A. ÁLVAREZ


© CanalSur

4M

Se Llama Copla – 2009/2010 – Gala 1 – 19.09.2009

Noticias desagradáveis: a estremenha Nayara MADERA foi acometida de doença súbita do foro oftalmológico durante a passada semana, e encontra-se sob vigilância médica no Hospital de Badajoz.

A direcção de Se Llama Copla decidiu reportar para o sábado da próxima semana o fecho da votação telefónica que nomeará a décima candidata. Louva-se a decisão, por sábia e humana. E sublinha-se a boa vontade com que Rocio MOLINA e Miriam JAEN – as duas concorrentes de Nayara – a acolheram.

Daqui nos associamos a todos os que desejam a Nayara MADERA um rápido restabelecimento!

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Noite intensa e complexa.

Convidado: Diego BENJUMEA, excelente representante da mais recente geração de cantaores, pessoa de bom senso, capacidade de análise critica, coerente nos seus propósitos e motivações.

Foram patentes a compreensível inexperiência dos candidatos e o desajuste funcional ainda bem perceptível dos dois novos membros do Júri.

Maria JIMÉNEZ uma vez mais nos pareceu insegura, tentando disfarçar com despropósitos brejeiros a dificuldade que tem em avaliar objectivamente as prestações dos candidatos (v. comentários à actuação de Álvaro LOPEZ).

Pepe GOMEZ esteve muito melhor, ainda que com algumas inconsistências. Viu-se correcto e muito interessado, estamos certos de que em breve alcançará o nível elevado que o concurso requer.

Hilário e Pive foram (uma vez mais…) garantes da coerência e da diversidade artísticas, e, em particular, não podemos deixar de saudar Pive com grande veemência pela acertada e oportuna decisão que tomou em relação a Carolina BARROSO, cujo estilo, empenho, e alegria contagiante são componentes de grande valor acrescentado para o concurso. Por alguma razão é a primeira candidata que se vê atribuir um apodo carinhoso (e pertinente!) pelo grupo – “La Carrerilla“.

Notámos também o desaparecimento das manifestações efusivas dos candidatos, que nas passadas edições nos habituámos a ver cada vez que regressam aos lugares a seguir à votação do Júri. Sugerimos a quem nos mencionou esse facto que talvez possa dever-se ao pouco tempo que ainda conviveram, mas confessamos que nos parece poder existir uma “contenção” obrigada. Se tal é o caso, mal, muito mal. Tudo quanto ofenda a espontaneidade dos candidatos prejudica o concurso.

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Sempre no nosso sempre modesto entender, destacaram-se nesta Gala nr. 1 – pela positiva ou pela negativa – os candidatos seguintes:

Mercedes RIOS – sobre quem na semana passada dissemos recair “uma responsabilidade muitíssimo superior à normal“, não foi capaz de dominar-se nem musicalmente nem comportamentalmente. Cantou menos bem “Luna de España“, e tentou justificar-se repudiando a copla que lhe coubera, irracional e injustamente. Magoou Pive AMADOR – que nela investira um dos seus jokers na final do casting! – e, estranhamente, não fez desertar os votantes (que nestas coisas votam mais com o coração do que com a razão – e ainda bem!).

O vestido de CAÑAVATE com que Mercedes passeou a sua interpretação era magnífico, sumamente elegante na sua simplicidade quase austera.

Maika GARCIA estreou “Como Bandá de Palomas“, que não impressionou, talvez por se tratar de copla pouco divulgada.

A cordovenha Laura Maria LARREA (muito bem vestida por Pilar VERA) passeou “Mi Córdoba Soberana“, com beleza e aprumo. Revela-se uma das candidatas com maior potencial, e a votação consolidada do Júri e dos Telespectadores colocou-a em primeiro lugar.

© CanalSur

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Alejandra RODRIGUEZ (“Puerto Camaronero“) e Selene MOLINA (“A tu vera“) foram para nós as melhores presenças da noite.

A copla que Alejandra executou com mestria era musicalmente dificílima e complexa – quase barroca!

© CanalSur

A versão de “A tu vera” com que Selene nos extasiou deverá incluir-se no rol das mais belas, mais intensas, mais originais.

© CanalSur

OLÉ Y OLÉ A AMBAS!

2M

A %d blogueros les gusta esto: