Archivo del sitio

Se Llama Copla 5 – Gala 15 – 07.01.2012

Maria CARMONA – “La remanguillé, de León, Clavero, Quiroga e Vargas. Vestida por Rocío Peralta.

© CanalSur

Coro – “Salero de España, de Quintero, León e Quiroga

© CanalSur

Macarena SOTO – “Ay Torre, Torremolinos, de León e Solano.  Vestido de Marí Reyes

© CanalSur

Jonathan SANTIAGO – “Zorongo gitano, tema popular adaptada por García Lorca e musicado por Balaguer.

© CanalSur

Ana Maria MORALES – “Cinco farolas, de Ochaita, Valerio e Solano. Belissímo vestido de Nelson y Carreras.

© CanalSur

Álvaro DÍAZ – “Cada cual por su camino, de Román e Naranjo

© CanalSur

Inés ROBLES – “Los aceituneros, de Monreal, Triano e Callejón. Luziu o mais belo vestido da noite, da autoria de Sonia y Isabelle.

© CanalSur

Cintia MERINO – “Castillitos en el aire, de Quintero, León e Quiroga. Vestida por Magdalena Jimenez.

© CanalSur

Raquel ZAPICO – “Manolita la primera, de Quintero, León e Quiroga. Vestido de Rocío Peralta.

© CanalSur

Coro – “Me voy o no me voy, de Rigel, Arozamena e Lopez.

© CanalSur

Juan Francisco CURADO – “Luna de España, de Llovet e Moraleda

© CanalSur

Selina DEL RÍO – “Sombra de mi sombra, de León e Solano. Belissimo vestido de Sonia Peña.

© CanalSur

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Desafio:

Selina DEL RÍO, que uma vez mais o público relegou para o último lugar, optou por uma “estratégia” de limitação do risco que correria se enfrentasse Cintia MERINO, batendo-se sem valor nem glória… com Maria CARMONA!

Partilhamos o desconforto de Pive AMADOR e o protesto de Hilário LOPEZ MILLÁN, que sublinhou o desiquilíbrio manifesto entre as desafiantes. O silêncio ensurdecedor do público presente no estudio também deixou bem claro o caracter patético do final desta Gala , em que se viu a veterana dos palcos completamente descontrolada, ser confortada pela principiante que acabara de expulsar do concurso. Patético, simplesmente patético!

© CanalSur

Maria esteve magistral, não só na interpretação, mas sobretudo na dignidade com que enfrentou a situação. OLE POR MARIA CARMONA!

Anuncios

Se Llama Copla 4 – Gala 19 – 05.02.2011

Anaraida SÁNCHEZ continua a fazer prova dos seus excepcionais dotes vocais e cénicos, roçando a perfeição. Interpretou “Como a nadie te he querío“,  de Montoro e Solano, dando-nos alguns dos mais belos e intensos momentos de Se llama Copla. Vestida com elegancia e sobriedade por SEVILLANIA.


© CanalSur

Álvaro VIZCAÍNO interpretou “Quién tiene la culpa?” de Saavedra e Marta, magistralmente e com a clarissíma originalidade que é seu selo pessoal. Mereceu sem qualquer dúvida a nota máxima, devendo notar-se que foi um dos concorrentes condenado a marchas forçadas para a atingir.


© CanalSur

A actuação de Patricia DEL RÍO agradou-nos sobremaneira, e custa-nos compreender por que razão não sensibilizou o publico. Cantou “Los churumbeles” de Gardey, Naranjo e Currito. Vestida por Rocío PERALTA.


© CanalSur

Verónica ROJAS brilhou interpretando Al pie de la cruz de mayo de Guerrero e Castellano. Vestida por Manuela BERRO.


© CanalSur

Mila BALSERA – “Cárcel de oro” de Quintero, León e Quiroga. Vestida por MARICRUZ.


© CanalSur

Isabel GENIZ – “Me ha dicho la luna” de R. del Estad, J. Bola e D. Carrasco. Vestida por MISSURA.


© CanalSur

Fran DOBLAS – “La rosa de Capuchinos” de Quintero, León e Quiroga.


© CanalSur

Juan Jesús SERRANO – “Pena mora” de Quintero, León e Quiroga


© CanalSur

Juanma JEREZ – “Mi Salamanca” de Salazar, Gómez e Pitto


© CanalSur

Álvaro HERNÁNDEZ – “Qué sabe nadie” de M. Alejandro, A. Magdalena


© CanalSur

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Desafio final:

Defrontaram-se  Mila BALSERA e Inma GARCÍA II cantando “Limosna de amores“, de Quintero, León e Quiroga.


© CanalSur

A clara supremacia de Mila BALSERA foi reconhecida pela quase unanimidade do Júri. Parabens a Mila!

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Quanto ao júri:

Pive AMADOR : sem reparos

Manuel LOMBO : através da nota que atribuiu a Isabel GENIZ, deixou patentes as deficiências do sistema de votação, que não permite modulação fina das apreciações de cada membro do Júri.

Marta QUINTERO: sem reparos

Hilario LÓPEZ MILÁN : brilhante nas suas incursões pela arte poética e louvável pelo optimismo que tenta transmitir aos candidatos.

Se Llama Copla 4 – Gala 11 – 11.12.2010

Remedios CASTRO – “Limón, limonero(Perelló, Cantabrana y Mostazo). Vestida por Rocío PERALTA.


© CanalSur

Anaraida SÁNCHEZ – “Compañero(León y Solano). Vestida por Loli VERA.


© CanalSur

Inma GARCÍA II – “La ventolera(Arias y Gordillo). Vestida por Amparo MACIÁ.


© CanalSur

Verónica ROJAS – “Los piconeros(Perelló y Mostazo). Vestida por Manuela BERRO.


© CanalSur

Isabel GENIZ – “Ay qué risa(Quintero, León y Quiroga). Vestida por Mamé DE LA VEGA.


© CanalSur

Álvaro VIZCAÍNO – “Las campanas de Linares(Ochaita, Valerio, y Solano)


© CanalSur

Mila BALSERA – “Madrina(Quintero, León y Quiroga). Vestida por Aurora GAVIÑO.


© CanalSur

Patricia DEL RÍO – “La gente(León, Molina Molés y Quiroga). Vestida por Pilar VERA.


© CanalSur

Fran DOBLAS – “Málaga y olé(León y Solano).


© CanalSur

Juanma JEREZ – “Silencio cariño mío(Quintero, León y Quiroga)


© CanalSur

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Desafio final:


© CanalSur

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*


Quanto ao júri:

Se Llama Copla 4 – Gala 10 – 04.12.2010

Gala excelente, qualidade das interpretações altíssima. Estão de parabéns a musica e arte andaluzas.

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Anaraida SÁNCHEZ continua o seu percurso acidentado, mas imparável. Deu-nos uma interpretação magnífica de “Nardo con bata de cola” (Rafael Jaén), passeando com arte absoluta um impressionante vestido de cauda. Vestida por Antonio JIMÉNEZ.

© CanalSur

Grande estreia, magnifica copla, e magistral interpretação de Inma GARCÍA II, que se superou cantando “La guapa de Gibralfaro” (León e Quiroga). Inma é copla, é entrega total à interpretação. Vestido de Luchi CABRERA.


© CanalSur

Remedios CASTRO teve a sua de glória! Parafraseando Hilario LOPEZ, bordou em filigrana “Con los bracitos en cruz” (Molina Moles, Alfonso e Naranjo). Luziu com suprema elegância o mais belo vestido da noite, criado por Aurora GAVIÑO.

© CanalSur

Verónica ROJAS manteve a sua habitual excelência cantando “Puertecita de mi casa” (Quintero, León e Quiroga). Vestido de Ángeles VERANO.

© CanalSur

Juanma JEREZ mereceu sem qualquer dúvida a nota máxima cantando “Romance de Zamarilla” (Román e Jaén).

© CanalSur

Patricia DEL RIO esteve excelente cantando “Campanitas del alba” (Quintero, León e Quiroga). Dominou o palco, evoluiu com suma segurança e elegância. Luziu belíssimo vestido de Rocío PERALTA.

© CanalSur

Isabel GENIZ bordou as “Coplas de Luis Candelas” (León e Quiroga), com graça suprema, com inteligência, com perfeito sentido interpretativo. Original e esplêndido vestido de Manuela BERRO.

© CanalSur

Grande noite também para Álvaro VIZCAÍNO, que fez sua com grande intensidade e originalidade a copla “Tus cinco toritos negros” (Benítez Carrasco e Solano).

© CanalSur

Fran DOBLAS continua a interpretar bem, mas de forma algo morna e desinteressante. Cantou La luna enamorá (Durango, Bolaños e Villajos).

© CanalSur

Mila BALSERA: grande voz, bem andaluza. Cantou “Cuna cañí” (Bolaños, Durán e De Villajos) com desenvoltura e sentido cénico. Vestido de Manuela BERRO.

© CanalSur

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Desafio final:

Desafio atípico, que só não fica na história de Se Llama Copla porque Carmen GUTIÉRREZ não ousou enfrentar Verónica ROJAS e preferiu optimizar as suas possibilidades concorrendo – e perdendo… – contra Mila BALSERA. Cantaram “Elvira la cantaora” (Quintero, León e Quiroga).

© CanalSur

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Quanto ao júri:

Excelente trabalho, integralmente sem reparos.

De sublinhar a honestidade intelectual de Manuel LOMBO, que revelou o motivo do estranhissímo comportamento de Inma GARCIA quando actuava… e que afinal foi reacção às provocações (sem maldade!) do júri, que não perde nenhuma oportunidade para demonstrar o prazer com que exerce a sua missão, e que é humano, salutarmente humano!

Olé pelo júri e pelo risco (artistico…) que Inma correu ao permitir-se interpelá-lo!

 

A %d blogueros les gusta esto: