Archivo del sitio

Se Llama Copla 5 – Gala 07 – 29.10.2011

Selina DEL RÍO – “La rosa del Altozano, de León e Pavón. Esplêndido vestido de Aurora Gaviño.

© CanalSur

Jonatan SANTIAGO – “Tus cinco toritos negros, de Benítez Carrasco e Solano

© CanalSur

Cristina SERRANO – “Que me perdone Dios, de Molina Molés e Gordillo. Belissímo vestido de Nelson e Carreras.

© CanalSur

Mari Carmen MOLINA – “Romance de valentía, de Quintero, León e Quiroga. Vestida por Ismael Domínguez.

© CanalSur

Álvaro DÍAZ – “La Salvaora, de Quintero, León e Quiroga

© CanalSur

Macarena SOTO – “Quiéreme que tengo tela, de León e Solano. Vestido de Pepe Fernández e Sevillania.

© CanalSur

Cintia MERINO – “La gente, de León, Molina Molés e Quiroga. Vestida por Amparo Macía.

© CanalSur

Rocío PELÁEZ – “Carmen de España, de Quintero, León e Quiroga. Vestida por Sonia e Isabelle.

© CanalSur

Juan Francisco CURADO – “Cantiña, de Quintero, León e Quiroga

© CanalSur

Ana Pilar CORRAL – “Los piconeros, de Perelló e Mostazo. Vestida por Cañavate.

© CanalSur

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Desafio para a a imunidade:

Álvaro DÍAZ vs Jonathan SANTIAGO – “Ni se compra ni se vende, de Monreal.

© CanalSur

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Desafio final:

Macarena SOTO vs Óscar CALDERÓN – “Capote de grana y oro, de Quintero, León e Quiroga

© CanalSur

Magnifica interpretação de Macarena SOTO, que mereceu plenamente a sua permanência no concurso!

Se Llama Copla 4 – Viernes noche – 21.01.2011

Convidado: Miguel Ángel PALMA.

Competiram para o desafio da Gala  15:

Inma GARCÍA: “Cárcel de oro

Marisol DELGADO: “Romance de la otra


© CanalSur

Rocío NAVARRO: “Romance de valentia


© CanalSur

Inma GARCÍA foi liminarmente excluída, defrontando-se na prova final Marisol DELGADO e Rocío NAVARRO que interpretaram “Lola la piconera“:


© CanalSur


© CanalSur

Congratulamo-nos com a escolha de Rocío NAVARRO para participar na Gala 16, que nos parece merecidissíma.

Viernes Noche 02 – 05.11.2010

Candidatos ao desafio:

Sandra RUIZ

 

© CanalSur

Rocio NAVARRO

© CanalSur

Juan Jesus SERRANO

© CanalSur

Se llama Copla 4 * Gala 04 * 23.10.2010

O concurso começa a atingir velocidade de cruzeiro e a ter vida própria, proporcionando belos e intensos momentos humanos e musicais.

Ao contrário das edições anteriores, e um pouco à revelia da distribuição normal estatística, um grupo consequente de candidatos (Verónica ROJAS, Álvaro VIZCAÍNO, Inma GARCIA II e Anaraida SÁNCHEZ) partilham pontuações muito próximas, em razão do nível e das performances respectivas, que também são muito próximas. O actual sistema de votação parece-nos incapaz para de cumprir a sua função de graduação de competências, e é mesmo pernicioso quando permite contradições radicais recursivas entre o júri e os telespectadores.

A decisão de confiar a escolha do candidato ao desafio aos candidatos titulares também nos pareceu erro evitável, pois não ficaram demonstrados quaisquer méritos específicos da nova candidata.

A altíssima qualidade das criações dos estilistas andaluzes que colaboram na realização desta gala torna difícil a avaliação do impacto visual de cada uma. Aqui fica a nota.

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Independentemente da saudação simpática a Copla es arte mayor implícita no vestido de Verónica ROJAS, a sua interpretação de La chiquita piconera (León, Castejón e Quiroga) foi um grande momento da noite e do concurso. Vestido de Ángeles ESPINAR.

© CanalSur

Anaraida SÁNCHEZ proporcionou outro dos grandes momentos da noite. Dotada de um excepcional domínio de todas as técnicas da interpretação, cantou Ten cuidado (León e Solano) sem inovar, mas com excepcional contenção, precisão e mestria. Vestido de Pablo LANZAROTE.

© CanalSur

Segura e esforçadamente, Inma GARCÍA II prossegue na senda das interpretações de altíssima qualidade. Cantou Señor Sargento Ramírez (Quintero, León e Quiroga) metendo-se de forma impressionante na pele da personagem, atingindo um nível de execução que até agora só tínhamos constatado da sua homónima. Vestido de Meliza LOZANO.

© CanalSur

Álvaro VIZCAÍNO deu-nos uma originalíssima versão de Rocío (León e Quiroga), e a pontuação que Hilario LOPEZ lhe atribuiu pareceu-nos injustificadamente baixa. Notámos o rigor coerente de Manuel LOMBO, que não tendo sido tocado pela versão interpretada, a valorizou com toda a objectividade.

© CanalSur

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Patricia del RÍO cantou bem Ay pena, penita (Quintero, León e Quiroga). Vestido de Aurora GAVIÑO.

© CanalSur

María José AGUILAR esteve melhor do que nas galas anteriores cantando La niña de Puerta Oscura (Quintero, León e Quiroga), ainda que continue a demonstrar alguna dificuldade no que respeita à presença em cena. Vestido de Manuela BERRO.



© CanalSur

Remedios CASTRO cantouLa novia de Cádiz (Llamas, Gallardo e Jaén), dendo manifestamente penalizada pelo facto de se tratar de uma copla pouco conhecida e sem qualidade intrínseca que lhe permitisse brilhar. O seu extremo nervosismo também a prejudica, e é com tristeza que assistimos ao insucesso desta excelente cordovesa. Vestido de Ángeles VERANO.

© CanalSur

Mariló RUIZ deu-nos uma versão correctíssima e cheia de força de “Francisco Alegre (Quintero, León e Quiroga). Vestido de Pitusa GASUL.

© CanalSur

Mario FERNÁNDEZ persiste em não sair das tonalidades mornas que contra natura lhe têm garantido a adesão dos votantes . Cantou Dos cruces (Carmelo Larrea) sem força nem convicção.

© CanalSur

Fran DOBLAS cantou correctamente mas sem brilho Romance de valentía (Quintero, León e Quiroga).

© CanalSur

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Desafio final:

Ambas as adversárias cantaram correctamente “Lola la piconera” (Quintero, León e Quiroga).

A dignidade de Mariló RUIZ perante a decisão final foi um momento alto da gala, e daqui a saudamos como excelente artista e grande senhora. Damos também as boas-vindas a Isabel CORIZ.

© CanalSur

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Quanto ao jurí:

Manuel LOMBO cometeu gaffe de vulto ao declinar nomes de favoritos. Sendo um excelente e avisado árbitro, colocou potencialmente em risco a fundamentação de decisões futuras. Redimiu-se quase integralmente, ao louvar a frontalidade sincera de Inma GARCIA, cuja atitude em relação a Patricia del RIO foi injustamente fustigada pelos co-concorrentes, animados de um espírito corporativo pouco consentâneo com manifestações artísticas.

Hilario LOPEZ esteve geralmente bem, excepto no “castigo” inexplicável que infligiu a Álvaro VIZCAÍNO.

As actuações de Marta QUINTERO e Pive AMADOR não mereceram qualquer reparo.

A %d blogueros les gusta esto: