Archivo del sitio

Se llama Copla 4 – Gala 08 – 20.11.2010

Anaraida SÁNCHEZ, que manifestamente ainda não digeriu a sua [aparente] dificuldade em tocar o grande publico, investiu todas as suas qualidades para nos dar uma brillante interpretação de La virgen de la Macarena (Monterde e Calero). Na nossa modesta opinião, foi a estrela da noite. Luziu belissíma criação de Pitusa GASUL.

© CanalSur

Isabel GENIZ prossegue um percurso baseado em persistente trabalho, bom senso, sentido de responsabilidade, culto da perfeição, desenvoltura… e um grande sentido de humor. Cantou e bailou – muito, muito bem! – Carmen de España (Quintero, León e Quiroga). Vestido de Luchi CABRERA.

  


© CanalSur


Inma GARCÍA II foi vitima de um acidente interpretativo que de algum modo afectou a interessante versão de Vámonos pa Cai (Perelló e Mostazo) que tinha preparado.  Foi pontuada com extremo rigor, felizmente atenuado pela objectividade da pontuação publica. Vestido de Ángeles VERANO.


© CanalSur

Enfrentou a situação com la vena y desparpajo que lhe são próprios:

© CanalSur
Foram as excepcionais qualidades interpretativas de Verónica ROJAS que deram valor a uma copla difícil, desconhecida e barroca  – No se va la paloma (Ochaíta, Valerio e Solano). Vestido (original!) de Mame DE LA VEGA.

© CanalSur


Álvaro VIZCAÍNO interpretou Cariá la sanluqueña (Ochaita, Valerio e Solano) com a originalidade e o nível de perfeição técnica que lhe são próprias. Entendemos a pontuação do júri demasiado penalizante em relação às ligeiríssimas falhas que lhe foram apontadas.

© CanalSur


Remedios CASTRO defendeu muito bem Te he de querer mientras viva (León e Quiroga). Continua a demonstrar alguma insegurança em cena, talvez por ainda não ter encontrado o angulo certo que lhe convém apresentar ao publico. Vestido elegantissímo de Loli VERA.

© CanalSur


Patricia DEL RÍOPuerto camaronero (García Padilla e Mostazo). Vestido de Manuela BERRO.


© CanalSur

Rocío NAVARRO“No me quieras tanto” (Quintero, León e Quiroga). Vestido de Ana MORENO.

© CanalSur


Fran DOBLASSeñorita (León e Solano)

© CanalSur

Juanma JEREZCon divisa verde y oro (Quintero, León e Quiroga)

© CanalSur

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Desafio final:

 Desafio caótico, integralmente cantado sob o signo do descontrole nervoso das adversárias, vitimas da hipotética maldição de “Ay, Maricruz” (Valverde, León e Quiroga).

© CanalSur

Sendo a vitória de Rocío NAVARRO tecnicamente justa, logo indiscutível, a interpretação de Sandra RUIZ pareceu-nos contudo mais bem conseguida de um ponto de vista exclusivamente estético.

 *-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Quanto ao júri:

Pive AMADOR e Manuel LOMBO tiveram intervenções pertinentes, sem reparo.
Marta QINTERO e Hilario LÓPEZ pareceram-nos ausentes, distraídos. Hilário chegou mesmo a emitir asserções algo recursivas, nomeadamente sobre a adaptação de certas coplas ao sexo dos respectivos interpretes.

Anuncios

Se Llama Copla – 2010 – 11° Desafio – 19.06.2010

Rocío GUERRA – “Aquella Carmen, de León e Solano. Interpretação de soberba qualidade artística. Vestida – com grande elegância – por Loli VERA.

© CanalSur

Sandra ARCO – “La Soberana, de Quintero, León e Quiroga. Vestida por Pilar VERA.

© CanalSur

Erika LEIVA – “Nardo con bata de cola, de Baldrich e Jaén. Luziu um elegantíssimo vestido da autoria de Marco ZAPATA.

© CanalSur

Nazaret COMPAZ – “Rosas de capuchino, de Quintero, León e Quiroga. Vestida por Aurora GAVIÑO.

© CanalSur

Mª Ángeles MARÍN – “Bulerias de Antonio Torres, de Quintero, León e Quiroga. Vestida por Marco ZAPATA.

© CanalSur

Verónica CARMONA – “Vamonos pa Cai, de Perelló e Mostazo. Vestida por Ángeles VERANO.

© CanalSur

Cristina ROMERA – “A tu vera, de Quintero, León e Quiroga. Vestida com elegância por Aurora GAVIÑO.

© CanalSur

Laura GALLEGO – “Carceleras del Puerto, de De la Oliva e Mostazo. Vestida por Amparo MACÍA.

© CanalSur

Jonás CAMPOS – “Tus cinco toritos negros, de Benítez Carrasco e Solano.

© CanalSur

Mª Carmen ABAD – “No puedo vivir contigo, de Quintero, León e Quiroga. Vestida por MASELL.

© CanalSur

Joaquín SÁEZ – “Campanero jerezano, de Tenorio, San Julián e Freire.

© CanalSur

Álvaro LÓPEZ – “Dime que me quieres, de León e Quiroga.

© CanalSur

Coro 3.a – “Bajo mi cielo andaluz“, de Jofre e Castellano.

© CanalSur

Desafio final:

Erika LEIVA – “Tus ojos negros, de León e Quiroga

© CanalSur

Cristina ROMERA – “En una esquina cualquiera, de León, Molina Moles e Quiroga.

© CanalSur


Sandra ARCO – “Ojos verdes, de Valverde, León e Quiroga.

© CanalSur

4M

Se Llama Copla – 2009/2010 – Gala 12 – 5.12.2009

Convidada: Lorena GOMEZ PEREZ, vencedora da “Operação Triunfo 2006“, e segundo premio do “Concurso Nacional de Coplas” em 2004.

As melhores presenças da noite:

Alejandra criou a sua própria versão de “Vámonos pa Cai”, o que não era tarefa fácil, pois a interpretação de Joana JIMENEZ na passada edição persiste na memória dos telespectadores. Esteve inebriante de alegria, de cor, de salero. Recriou no palco de Se Llama Copla a Havana dos anos vinte, onde chegavam e donde partiam os vapores.

As críticas à sua postura não passam de matéria-prima para gerar controvérsia: o nível artístico de Alejandra não necessita decoração, pois são a sua voz, a sua alma e o seu saber inato musical que inundam e fascinam quem a ouve. Insólito, incompreensível – e carente de motivação, o parco 8 com que Hilário pontuou Alejandra. Belo vestido de Manuela BERRO.

© CanalSur

Selene cantou e bailou magistralmente “Ay pena, penita”, dando-nos mais uma exibição brilhante das suas excepcionais qualidades e requinte artistico.

© CanalSur

Sandra assumiu de forma notável a personagem de “Paca la Bomba”, tratando com mestria coragem e de forma eximia este pasodoble difícil, porque exótico e desconhecido.

© CanalSur

Laura Maria, que parece ter assumido as sugestões de Pepe GOMEZ, regressou à garra das suas primeiras galas:  mais segura, mais descontraída, cheia de graciosidade, elegantíssima. Deu-nos uma versão notável de “Pastora Imperio”. Vestido espectacular de Aurora GAVIÑO.

© CanalSur

Inmaculada – também elegantíssima! – que depois de defender com muito brio e arte o seu lugar no concurso, se despediu com suma dignidade e fairplay. Olé Inmaculada!.

© CanalSur

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Tiveram actuações de destaque nesta Gala 12:

– Mercedes Rios, interpretando “Suspiros de España” com perfeição técnica, elegância e sobriedade.

– Paco QUINTANA, que defendeu muitíssimo bem a sua “La chiquita piconera”.

– A nova concorrente Veronica CARMONA, a quem saudamos e desejamos os maiores exitos.

– As magnificas bailarinas que acompanharam “La copla en mi voz” que Mari Ángeles FERNÁNDEZ cantou, pelos momentos de sofisticada expressão plástica que nos ofereceram.


*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Sobre o júri:

Pepe GOMEZ: bem disposto, atento, pertinente. Sem reparos!

Maria JIMÉNEZ, decerto iluminada pela Virgem do Rocio, esteve contida, logo esteve bem. Bastante bem!

Hilário LOPEZ pareceu-nos muito mais descontraído, retomando as suas intervenções sempre valiosas e ricas de informação. Não tem exercido a sua veia poética – apesar da a matéria prima indutora de inspiração não faltar, mas acreditamos que nos presenteará com as suas sempre excelentes, senão antes, pelo menos por ocasião das galas do Natal.

Daqui nos congratulamos pelo regresso do musicólogo!

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Para Pive continuam as arbitragens delicadas. Foi perceptível o seu desconforto, aliás traduzido na sua hesitação.

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

Nota solta:

Lamentável, deplorável e patética, a exploração do incidente “Abraham”. Não compreendemos qual pode ser a mais valia artística da divulgação de momentos em que desilusão e irracionalidade se misturam.

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*

2M

A %d blogueros les gusta esto: